#lerkarlove

artigos e páginas referentes a toda a informação relativa ao projecto #lerkarlove que dedico ao autor norueguês Karl Ove Knausgård.

  • #lerkarlove,  Desafio Knausgårds,  Sugestões de Leitura

    Desafio Knausgårds

    Todos os que gostamos de ler, sabemos que o trabalho mais fácil de leitura é construir TBRs, sejam elas físicas, digitais, ou apenas listas intermináveis guardadas e espalhadas por cadernos, guardanapos de papel, fotografias ou screenshoots na galeria de imagens de qualquer gadget electrónico. E, entre a facilidade de as construir, até à dificuldade de as reduzir, encontro, pelo menos eu, a confusão de as organizar. Obviamente que há imensas formas de criar uma TBR, que é o que tento fazer com todos estes meus desafios (uma forma, ligeiramente obsessiva, de organizar e arrumar o que quero ler, para não me tornar tão dispersa), e uma das que acho mais…

  • #lerkarlove,  Karl Ove Knausgård

    Karl Ove Knausgård, Oslo 6 de Dezembro de 1968

    Por mais que leia e releia, e releia e leia tudo o que Karl Ove Knausgård escreveu, vai ser difícil igualar o que senti quando li a abertura de “A Minha Luta”, no seu primeiro volume, publicado em Portugal com o subtítulo “A Morte do Pai”. Talvez que isto não seja inteiramente verdade. Conheci-o através do artigo que escreveu sobre a sua viagem à Russia, publicado pela The New York Times Magazine, em Fevereiro de 2018, “A Literary Road Trip Into the Heart of Russia” e que a Revista E do jornal Expresso publicou na íntegra na edição de 26 de Maio de 2018. Enquanto percorria a Rússia, percorria a…

  • #lerkarlove,  Karl Ove Knausgård

    Karl Ove Knausgård recebe Prix Médicis na categoria Ensaios

    O Prix Médicis foi fundado em 1958 por Gala Barbisan e Jean-Pierre Giraudoux. A sua missão é galardoar um romance, uma história, uma coleção de contos de um autor emergente ou que ainda não tenha uma reputação correspondente ao seu talento. A partir de 1970, surge o Prix Médicis Estrangeiro, e em 1985, um Prix Medicis Ensaio, que são anunciados em conjunto com o original. Os prémios são atribuídos anualmente e o júri eleito muda de dois em dois anos. Dele fazem parte antigos Ministros da Cultura, críticos literários, escritores, tradutores, bem como antigos laureados. Na mesma categoria de Knausgård, Ensaio, foram laureados Julian Barnes, Alberto Manguel, Joan Didion, Svetlana…