#desafiohispanófonos

Os meus desafios de leitura contemplam autores lusófonos e nórdicos por isso, decidi acrescentar também literatura de língua espanhola, o #desafiohispanófonos. Enquanto dava voltas ao que queria ler a seguir, percebi que tinha muitos autores que escreviam espanhol. Então e porque estava a gostar tanto do que estava a ler, percebi que não fazia sentido incluí-los em listas diversas, mas sim, desafiar-me a uma viagem por esta cultura, da Europa à América Latina. Espanha, México, Colômbia, Argentina, Peru, Venezuela, Chile, Guatemala, Cuba, Equador, República Dominicana, Honduras, Bolívia, El Salvador, Paraguai, Nicarágua, Costa Rica, Porto Rico, Uruguai, Panamá, Guiné Equatorial, Saara Ocidental e Gibraltar.

 

A Noite do Tamarindo” de António Gómez Rufo (Espanha) ✅ ⭐⭐⭐

“Clube Dumas” de Arturo Pérez-Reverte (Espanha)

“O Mestre de Esgrima” de Arturo Pérez-Reverte (Espanha)

“Contos Naturais” de Carlos Fuentes (México)

“Contos sobrenaturais” de Carlos Fuentes (México)

“A Sombra do Vento” de Carlos Ruiz Zafón (Espanha)

“O Jogo do Anjo” de Carlos Ruiz Zafón (Espanha)

“O Prisioneiro do Céu” de Carlos Ruiz Zafón (Espanha)

“O Labirinto dos Espíritos” de Carlos Ruiz Zafón (Espanha)

“La Novia Gitana” de Carmen Mola (Espanha)

“La Red Púrpura! de Carmen Mola (Espanha)

“La Nena” de Carmen Mola (Espanha)

“Bartleby & Companhia” de Enrique Vila-Matas (Espanha)

“Paris Nunca se Acaba” de Enrique Vila-Matas (Espanha)

“Filhos sem Filhos” de Enrique Vila-Matas (Espanha)

“A Casa de Bernarda Alba” de Frederico Garcia Lorca (Espanha)

“Yerma” de Frederico Garcia Lorca (Espanha)

“Cristo – Tragédia Religiosa! de Frederico Garcia Lorca (Espanha)

“Cem Anos de Solidão” de Gabriel Garcia Márquez (Colômbia)

“Doze Contos Peregrinos” de Gabriel Garcia Márquez (Colômbia)

“Memórias das Minhas Putas Tristes” de Gabriel Garcia Márquez (Colômbia)

“O Impostor” de Javier Cercas (Espanha)

“Anatomia de um Instante” de Javier Cercas (Espanha)

“Vidas Escritas” de Javier Marias (Espanha)

“Juro não dizer nunca a verdade” de Javier Marias (Espanha)

“Quando os tontos mandam” de Javier Marias (Espanha)

“Veneza, um interior” de Javier Marias (Espanha)

Ficções” de Jorge Luís Borges ✅ ⭐⭐⭐⭐⭐

“Atlas” de Jorge Luís Borges

“O Tango” de Jorge Luís Borges

“Este Ofício de Poeta” de Jorge Luís Borges

“O Livro dos Seres Imaginários” de Jorge Luís Borges

“História Universal da Infâmia” de Jorge Luís Borges

“O Aleph” de Jorge Luís Borges

“História da Eternidade” de Jorge Luís Borges

“Os Conjurados” de Jorge Luís Borges

“As Reputações” de Juan Gabriel Vasques (Colômbia)

“Os Informadores” de Juan Gabriel Vasques (Colômbia)

“O Jogo do Mundo” de Júlio Cortazar (Argentina)

“A Volta ao Dia em 80 Mundos” de Júlio Cortazar (Argentina)

“Gostamos tanto de Glenda” de Júlio Cortazar (Argentina)

Em tudo havia beleza” de Manuel Vilas (Espanha) ✅ ⭐⭐⭐⭐

“Alegria” de Manuel Vilas (Espanha)

“Tia Júlia e o Escrevedor” de Mario Vargas Llosa (Peru)

“Cinco Esquinas” de Mario Vargas Llosa (Peru)

“A Guerra do Fim do Mundo” de Mario Vargas Llosa (Peru)

“O Labirinto Da Solidão E Post-Scriptum” de Octavio Paz (México)

“Marcel Duchamp ou o Castelo da Pureza” de Octavio Paz (México)

“Cadernos de Temuco” de Pablo Neruda (Chile)

“Livro das Perguntas” de Pablo Neruda (Chile)

“Putas Assassinas” de Roberto Bolaño (Chile)

“O Espírito da Ficção Científica” de Roberto Bolaño (Chile)

Lágrimas na Chuva” de Rosa Montero (Espanha) ✅ ⭐⭐

O Peso do Coração” de Rosa Montero (Espanha) ✅ ⭐⭐⭐

Tempos de Ódio” de Rosa Montero (Espanha) ✅ ⭐⭐⭐⭐

“A Louca da Casa” de Rosa Montero (Espanha)3

“Carne” de Rosa Montero (Espanha)

“A Vida de Pi” de Yann Martel (Espanha)

 

Nomes como Alberto Manguel, Angélica Liddel e Luís Sepúlveda constam do #desafioleroautortodo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.