• #lerkarlove,  Karl Ove Knausgård

    Karl Ove Knausgård, Oslo 6 de Dezembro de 1968

    Por mais que leia e releia, e releia e leia tudo o que Karl Ove Knausgård escreveu, vai ser difícil igualar o que senti quando li a abertura de “A Minha Luta”, no seu primeiro volume, publicado em Portugal com o subtítulo “A Morte do Pai”. Talvez que isto não seja inteiramente verdade. Conheci-o através do artigo que escreveu sobre a sua viagem à Russia, publicado pela The New York Times Magazine, em Fevereiro de 2018, “A Literary Road Trip Into the Heart of Russia” e que a Revista E do jornal Expresso publicou na íntegra na edição de 26 de Maio de 2018. Enquanto percorria a Rússia, percorria a…

  • Clássicos e Ícones,  Hispanófonos,  Opinião

    “Ficções” de Jorge Luís Borges

    Ficções by Jorge Luis Borges My rating: 5 of 5 stars I think this book from Jorge Luís Borges really opened me up for power of literature and writing. I’ve read it so many years ago, I can not remember when, but this notion will always stay with me. The notion of all the possibilities there are, as much as you can not even think about all of them. Tlön showed me, literally, that you can create a whole new world, because he made ti. He did show us a world with his own people, their own language, their own laws and even their own currency. And all of this,…

  • Lusófonos,  Opinião

    “Orlando e o Tambor Mágico” de Alexandra Lucas Coelho

    Orlando e o Tambor Mágico As Aventuras de Orlando N.º 2 by Alexandra Lucas Coelho My rating: 4 of 5 stars Uma história que nos faz conhecer uma das 3 Guinés, contada através de um menino de 8 anos, de carapinha ruiva, que contacta, pela primeira vez com as origens da sua família paterna. Orlando sabia que a sua viagem iria ser especial, mas não imaginava que fosse mágica! Há, neste livro, uma sensibilidade de quem sentiu o calor africano através de  uma consciência urbana, valorizando cada tabanka, enchendo os olhos com praias cheias de vacas. Só uma pessoa com um eterno lado sonhador, pitada de Peter Pan, mas ao…