LEITURAS DE TAROT

O Tarot entrou na minha vida por brincadeira e foi ficando “porque não?”, até perceber quais os caminhos que ele realmente me conseguia abrir. Pode parecer muito idiota para quem não acredita, eu própria nunca ponderei  na minha existência pronunciar uma frase destas, mas a verdade é que o Tarot me tem vindo a ensinar como dialogar comigo mesma. Durante o meu percurso, principalmente durante a faculdade, sempre ouvi que tinha: “encontrar as respostas em ti, fazer um trabalho introespectivo”. E por muito que conseguisse perceber o significado e a importância desse trabalho, nunca consegui discernir o o meu caminho até lá. E, de repente, o Tarot!

A primeira vez que me ofereceram uma leitura, recusei. Confesso que tive receio de “me meter nessas coisas”, sempre fui um pouco céptica. Mas enquanto explicava esse receio e me ia abrindo as Cartas iam surgindo e acabou por ser uma experiência bonita. O que era suposto ter sido meia hora de conversa estendeu-se por quase o triplo.

Não olho para o Tarot como uma ferramenta para prever o futuro embora ele possa ser usado para tal, mas o mais interessante da leitura das Cartas é o exercício de perscrutação interior, de auto-reflexo. As suas imagens despertam-me sensações e emoções e é no confronto entre esse despertar e a realidade que surge a capacidade de diálogo e introspecção. “Se aquela Rainha de Copas está a responder a esta pergunta, que tipo de informação é que preciso retirar daí? O que significa o facto de estar à beira-mar?”.

 

Quando se fazem perguntas sobre o futuro, as cartas podem mostrar um caminho brilhante, mas isso não significa que vá acontecer e não acontecendo não significa que estivessem erradas, significa apenas que as Cartas não podem fazer o trabalho por nós. Não me interessa saber que vou ter um futuro brilhante se não tenho em mim as ferramentas ou até a vontade de me mexer para lá chegar. O que preciso de saber  é que posso fazer para conquistar esse futuro brilhante, em que me posso focar, quais são os meus pontos fortes, os meus pontos fracos e como ultrapassá-los para conseguir alcançar esse objectivo. E a partir daí é deixar fluir o diálogo que as Cartas propõe até chegar a conclusões que façam sentido e que não sejam completamente distópicas como: “para ser feliz a escrever tenho de ganhar uma medalha no triatlo”.

Já dizia o Karl Ove: “Não era o que lia, mas sim a imagem que tinha de mim enquanto lia.”

 

 

 

Aquilo que estou a propor neste início do meu percurso é uma leitura por escrito. Enquanto que as leituras que se fazem são presenciais ou mesmo virtuais elas contém tanta informação que nos é impossível assimilar tudo – por vezes é tão intenso que alguma coisa tem de escapar. O que acho interessante numa leitura escrita é a possibilidade de ter algo a que se possa voltar como um género de lembrete do caminho a seguir. Podemos guardar no telefone, nas nuvens, imprimir e magnetizar no frigorífico ou até copiar umas frases para juntar a um caderno que anda sempre connosco. Mas a verdade é que, a cada releitura algo novo se nos abre e uma ideia pode transformar-se noutra, claro que dependendo da nossa abertura para o aceitar.

A primeira leitura tem o valor de 5€ por ser uma leitura introdutória, de experimentação, e as seguintes o valor de 10€. Claro que as leituras têm valores mais elevados, mas nesta fase inicial não me parece justo subir mais do que isto.

 

 

O processo é simples, basta um email com a pergunta que querem fazer e um contexto sobre a mesma. Pode não ser escrito, pode ser uma gravação de voz e, se for possível, um link para um perfil de redes sociais – só para poder ter contacto com uma imagem. Se for da vossa vontade manter anonimato também é possível, no entanto vou precisar de um pedaço de informação sobre vocês que seja verdade, como por exemplo um acontecimento significante da vossa vida que não tenha de ser pesado, poderá ser uma memória feliz de uma viagem ou de um jantar de amigos.

As leituras chegarão à vossa caixa de email no prazo de 24 horas, isto porque tendem a ser extensas e detalhadas. Se houver necessidade durante a leitura posso contactar para esclarecer alguma dúvida e podem também contactar-me no final se precisarem de mais esclarecimento sobre algum ponto.

 

O email de contacto é sherazadescards@gmail.com e, obviamente, tudo será gerido de forma confidencial.

Fico à vossa espera.